SBV

;

Fotos Igreja

segunda-feira, 31 de agosto de 2009

Uma divindade chamada poesia

O que seria de nós pobres mortais se não conhecêssemos uma espécie divina chamada poesia? Só ela nos ensina que a vida é o maior espetáculo que podemos assistir.

Nosso planeta é pequeno demais para contê-la. A mídia é ineficaz para expressar toda sua grandeza e simplicidade. Os livros tentam descrevê-la e as artes estudá-la. Mas falta-nos tempo para apreciar a poesia contida na vida, falta-nos percepção e sensibilidade para vivê-la. Nosso olhar é quase cego para perceber a beleza da natureza em sua autêntica arte.

Todos os dias olhamos e não vemos. E de tanto olharmos, nos acostumamos com os objetos que se incorporaram a nossa rotina, e que parecem ser exatamente a mesma coisa durante o ano todo. Só a poesia renova o olhar de quem enxerga o novo que nasce diariamente com o sol.

É do pensamento poético que nascem algumas expressões da alma que são abstratas demais para serem descritas e que o poeta as transforma em emoções e sentimentos. Dá para imaginar o que seria viver em um planeta onde a poesia não existisse? Acredito que em um ambiente assim, não ficaríamos apenas limitados a observar os fatos naturais e as pessoas sob a ótica mecânica da razão e do agora, mas, sobretudo, deixaríamos de conhecer a beleza e o mistério contido na limitação e no caos da existência da própria vida.

“A terra era sem forma e vazia”, diz o escritor do livro de Gênesis acerca do tempo eterno em que a existência nascera. E porque a existência nasceria assim tão desajeitada? Tão caótica? Minha especulação filosófica e não tão poética responde que poderia ser exatamente pela ausência da própria poesia.

Todo ambiente se torna sem forma e vazio quando não conseguimos ouvir e falar com a poesia. A vida é só caos. A terra um planeta em plena decomposição. O mundo seria um sistema de sobrevivência desumano e injusto onde melhor é o não existir. Mas a divindade chamada poesia tinha planos melhores para esse caos. Você acredita na poesia da vida?

Diante do não ser da terra descrita como “sem forma e vazia” aprouve à divindade poética fazer surgir da inexistência de matéria prima o mundo existente. A poesia falou majestosamente. “Haja luz”, e desse poema uma linda e brilhante luz nasceu e nos permitiu contemplar o mundo existente e acreditar no visível. Embora com o passar dos séculos os mortais desnudariam seus raios transformando-os em uma ameaça a vida e a própria humanidade no planeta, só a poesia nos fará ver a misericórdia diária que surge quando ele desperta do sono. O que seria do sol se não fosse a imortal poesia? Até hoje ele é fonte de beleza e inspiração para todos que se aproximam de seu brilho e calor.

A partir daquele momento o poeta maior trouxe a existência não apenas o dia protegido pelo sol, como também a noite embalada pela lua. E se a noite é mesmo uma criança, sua mãe sem dúvida é a lua. Essa mãe sensível em relação ao seu filho, chora ao ver que a ambição capitalista dos mortais, fez com as horas de descanso e sossego que poderíamos desfrutar na companhia de “seu filho”, fosse substituída pela tecnologia dos “bastardos elétricos” que em nome da tecnologia e desenvolvimento fazem com que as pessoas vivam como se a noite fosse dia. Dormimos menos, trabalhamos mais, também conversamos menos, pois há uma disputa desleal quando a família que antes se reunia ao luar para um diálogo saudável, hoje divide sua atenção e ambiente com a televisão e o computador. O que seria da lua se não fosse a imortal poesia? Até hoje ela é fonte de suspiros e inspiração para quem consegue sentir o amor dessa mãe.

Acredito que não existiria poesia se o autor da existência não fosse responsável pela cultura encarnada, à poesia declamada, e a arte esculpida. Todo poeta necessita de uma experiência afetiva que o conduza ao objeto amado de sua arte. Para mim essa experiência advém do encontro com o poeta Emanuel. Aquele que nos ensina tirar das mais difíceis experiências da vida uma linda e alentadora lição. Você acredita na existência desse poeta? Você o conhece? Já falou com ele hoje? Que seus poemas nos ensinem a amar a vida e suas encantadoras expressões.

Seja o primeiro a comentar

:)) ;)) ;;) :D ;) :p :(( :) :( :X =(( :-o :-/ :-* :| 8-} :)] ~x( :-t b-( :-L x( =))

Postar um comentário

Novo Comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

  ©Template by Dicas Blogger.

TOPO