SBV

;

Fotos Igreja

segunda-feira, 31 de agosto de 2009

Aula de Baixo 3

Capítulo 3: Tecnicamente Falando

Olá amigos!!!
Mais uma vez estaremos aqui para falar mais um pouco sobre o baixo. Nesse segundo capítulo, falaremos mais tecnicamente do instrumento para "facilitar a vida"dos marinheiros de primeira viagem.
Se você retornou a página e especificamente a essa coluna, é porque tudo isso te interessa, não é?
Que bom!!!
Parabéns pela coragem e pela vontade de melhorar, porque não adianta só fazer, tem que fazer bem feito!!! Já que nunca vamos atingir a perfeição, só nos resta sermos pelo menos muito bons no que fazemos. Como músico profissional, sei que existem milhares de outros tantos tão bons quanto eu...mas, o que nos torna diferente são os diversos traços pessoais e particularidades inerentes à raça humana, ou seja, personalidade.
E, para se tocar com personalidade, é preciso ter o conhecimento!!!
Chega de lero lero, e vamos ao que interessa.
Senhores, apertem o cinto, verifiquem os pára-quedas, chequem os tanques de oxigênio ou prendam a respiração....aí vamos nóóóóóóóóóóóóóss!!!!!
  • Questões Técnicas da Aprendizagem
Nesse capítulo, falaremos de questões técnicas, específicas para a mão esquerda. Já fiz uma breve explanação no capítulo anterior sobre o posicionamento dos dedos, mas nunca é demais recordar.
Lembre-se sempre de manter os dedos perpendiculares(formando um ângulo de 90º com o braço do instrumento) ao braço do baixo, pois o caminho aos diversos pontos da escala será mais fácil. Experimente tocar uma linha de baixo qualquer ou uma frase que você conheça, ou ainda "caminhar" no braço do instrumento com os dedos deitados, e logo em seguida faça a mesma coisa com os dedos perpendiculares ao braço. Notou a diferença?
Agora tente atingir o máximo de casas com o indicador (dedo um) na primeira casa, e o mínimo (dedo quatro), estando os dois dedos inclinados. Agora repita o processo com os dedos na posição correta. Ficou muito mais fácil não é?
Vamos a alguns exercícios para independência dos dedos da mão esquerda. Antes de começar, vamos a algumas explicações sobre os exercícios:
Os exercícios são para independência dos dedos, não para velocidade. Trataremos de velocidade em outro capítulo porque não adianta querer correr sem aprender a andar...he he he!!
Portanto, execute-os de forma lenta e constante, para que a sua mente se "acostume" a eles e conseqüentemente fiquem mais familiares aos seus dedos.
Se você errar, volte do princípio.
Caso não tenha um metrônomo, providencie um o mais rápido possível, e enquanto você espera chegar bata o pé em ritmo constante enquanto faz os exercícios.
Lembre-se de alternar os dedos da mão direita para cada nota tocada com a mão esquerda. Por enquanto utilize apenas o dedo indicador e médio (dedos um e 2) da mão direita.
Use um dedo da mão esquerda para cada casa.


* Dedos
Dedo indicador----------------- 1
Dedo médio ---------------------2
Dedo anelar ---------------------3
Dedo mínimo -------------------4


* Seqüências:
Casas
1234
1243
1324
1342
1423
1432
2341
2314
2431
2413
2134
2143
3124
3142
3214
3241
3412
3421
4123
4132
4231
4213
4312
4321

Faça o exercício preferencialmente começando na casa um.
Faça a seqüência quantas vezes quiser.
Altere as casas, começando na casa cinco, por exemplo.
Preste atenção à mão direita.
Durante o exercício, e também para tocar normalmente, convém prestar muita atenção à altura da alça utilizada. Sim, ela deve estar regulada de forma a que você possa manter seu antebraço esquerdo a noventa graus em rela cão ao braço. Isso é muito importante!!!
Caso contrário, sua técnica vai se perder. Sim é muito mais difícil tocar com o instrumento lá embaixo...mais isso não é mérito algum para que o faz, muito pelo contrário, denota total conhecimento técnico, e, na minha opinião, não deve ser seguido.
O que é mais importante?
Aparência ou sonoridade?
Eu fico com a segunda, e me preocupo apenas em colocar uma roupa legal para suprir a primeira...hehehe.
Agora vamos fazer um exercício muito parecido com o primeiro, para independência dos dedos também, mas com alternância de cordas.

Casas:
Descendo
1234
2345
3456
4567
Subindo
789-10
89-10-11
9-10-11-12
10-11-12-13

Esses são exercícios fundamentais tanto para iniciantes quanto para profissionais. Servem também para "esquentar" os dedos antes de apresentações.
"Perseverança" é a palavra chave para o sucesso!
Não desista, com três dias de execução regular dos exercícios você já notará a diferença. Quanto mais vezes você fizer, melhor ficará sua execução.
No próximo capítulo começaremos a fazer um apanhado sobre harmonia funcional, e quem sabe algumas técnicas de slap (gostou né?!)

Seja o primeiro a comentar

:)) ;)) ;;) :D ;) :p :(( :) :( :X =(( :-o :-/ :-* :| 8-} :)] ~x( :-t b-( :-L x( =))

Postar um comentário

Novo Comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

  ©Template by Dicas Blogger.

TOPO