SBV

;

Fotos Igreja

segunda-feira, 31 de agosto de 2009

Aula de Baixo 11

Capítulo 12: Dicas finais do Curso
Chegamos a parte final do curso e vocês podem achar pouco o que demos até agora, mas isso trata-se de um mini-curso com a finalidade única de abastecer a todos apenas com informações sucintas deste aprendizado.
Portanto, caso vocês necessitem de mais informações, sugiro que se mantenham atualizados seja através de um bom professor ou através de uma Escola de Música. Vamos falar nesse último capitulo de alguns tópicos importantes.
Vamos a eles:
Comparando Valvula a Transistor
O amplificador valvulado quando submetido a alto volume, saturação ou o chamado overdrive, produz um efeito que torna o som rico e quente devido a produção de harmônicos genuínos. Este tipo de amplificador precisa de alguns minutos para atingir uma temperatura de funcionamento, pelo seguinte fato: a válvula precisa que suas partes internas se aqueçam a fim de produzir o fenômeno eletrônico da amplificação. Os valvulados contam por este motivo, de uma chave auxiliar que desliga as voltagens altas das válvulas, por outro lado mantendo as baixas voltagens ligadas. Esta chave deve estar acionada antes de se ligar a chave principal, pois atua como um pré-estágio de aquecimento.

Já os amplificadores transistorizados, quando trabalhados em alto volume, produzem uma alta quantidade de harmônicos falsos, resultando no que é chamado de som ardido, desagradável, mas quando é usado em baixo volume, obtém-se um ótimo resultado, o timbre é limpo e claro. Transistorizados não precisam de uma aquecimento prévio, pois podem trabalhar normalmente logo que são ligados.


Amplificadores
Todo instrumento elétrico precisa de amplificação para aumentar o sinal elétrico que gera quando é tocado, pois o sinal é muito baixo para se ligar diretamente num alto falante. Aí é que entra a necessidade do uso da amplificação, o amplificador aumenta o sinal gerado pelo instrumento e envia ao alto falante.
Amplificadores operam de duas maneiras: pelo uso de válvulas ou pelo uso de transistores. Em cada caso as características timbrísticas são diferentes.
Os amplificadores são projetados para reproduzir o sinal gerado pelo instrumento com alto grau de precisão, este é o significado do que é chamado de som de alta fidelidade (hi-fi).

! ATENÇÃO !

Antes de estudar é preciso ter me mente que é preciso aprender a estudar, pois qualquer estudo feito com concentração e consciência por mais curto que seja, será mais proveito do que um estudo longo, porém dispersivo, sem atenção devida.
Regra I: Use sempre metrônomo, é importante para manter a pulsação, ajuste o metrônomo de maneira a tocar os exercícios sem erro e de forma confortável.

Regra II: Organize seus estudos, mantenha sempre um objetivo, escreva um tempo determinado para cada ponto do estudo, ex: 15 minutos para estudar escalas, 15 para exercícios, sempre entre uma matéria e outra de 3 a 5 minutos de descanso para você mesmo, "não caia no erro de ficar o tempo todo executando aquele Slap do fulano de tal, que você não vai usar em música alguma.

Regra III: Lembre-se que embora você sendo baixista, a linha de estudo que se deve seguir é o da música em sua totalidade, pois quando se está num grupo musical existem outras pessoas executando música em instrumentos diversos, por mais que você conheça o baixo e as técnicas do baixo, será necessário conhecer e conversar "música", a idéia é fazer música com seu baixo e não tocar baixo com sua música. Para tanto devemos considerar o estudo da teoria musical como algo imprescindível para qualquer instrumentista.


Regra IV: Toque sempre devagar!!! Os exercícios são para fazer com que você fique preciso e para o som das notas executadas saiam de forma perfeitas, não tente impressionar com o que as "suas mãos" podem fazer, não estamos estudando malabarismo, e sim música. Quando tocamos devagar, damos chance ao nosso cérebro decorar aquele caminho, a velocidade virá decorrente disto. "conselho prático".


Regra V: O estudo pode ser dividido em três partes importantes, "estude com um professor", "estude em casa sozinho", aplique o que você estudou em grupo.
Uma boa idéia e você competir com você mesmo, tente ser melhor e ter mais conhecimento a cada etapa, isto fará com que você progrida de forma acentuada no estudo da música e do contra-baixo.
"Anote datas e andamentos (Metrônomo) para perceber a evolução"

Um grande abraço à todos, e bom estudo !

Marcus Vinicius

Seja o primeiro a comentar

:)) ;)) ;;) :D ;) :p :(( :) :( :X =(( :-o :-/ :-* :| 8-} :)] ~x( :-t b-( :-L x( =))

Postar um comentário

Novo Comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

  ©Template by Dicas Blogger.

TOPO